Cura Dente
 
 
 

Eis o relatório de John.

Primeiramente, deixe-se dizer que eu tenho um leve caso de erosão dental. Assim, meus dentes são ainda mais vulneráveis a cáries e do que os ditos “dentes normais”.

Voltemos no tempo cerca de 1 ano e meio. Eu vinha escovando bem os dentes com pasta dental fluoretada. No entanto, quando fazia meu checkup anual nunca havia menos de 6 cáries. A dentista também me relatou que escovasse muito bem nas superfícies de mastigação porque havia cáries em começo que ela ainda não desejava explorar com a broca. Fiquei decepcionado e pensei sobre o assunto por cerca de seis meses. Pensei: como pode ocorrer que estivesse eu a escovar tão bem e ainda houvesse tantas cáries? Apesar de escovar com fluoreto e não ingerir muitos alimentos doces, eu tinha tantas cáries? Decidi tentar algo diferente.

Comecei a usar água salgada, tanto num waterpik, para me certificar de que levaria a água salgada por toda a parte, ao redor dos meus dentes, e também na escova de dentes. Não usei creme dental. A escovação era feita no máximo duas vezes ao dia (às vezes uma só vez) e o waterpik com água salgada duas vezes (após cada refeição principal).

Ocasionalmente usei também um suplemento de óleo de fígado de bacalhau (não sei se isso contribuiu, mas a vitamina D é boa para dentes fortes).

Pouco tempo após iniciar essa rotina notei meus dentes ficarem menos sensíveis e mais fortes. Entretanto, quando fui novamente ao dentista (cerca de 6 depois que iniciei a nova rotina) ainda esperava ter novas cáries. Mas qual não foi minha surpresa, o que me trouxe uma sensação eufórica, não tinha cárie nova alguma e a dentista até me parabenizou quanto aos meus dentes. Ela deve ter se surpreendido pela fato de que as cáries mais profundas não se desenvolveram e que as cáries em seu início desapareceram.

Agora, recentemente, mudei minha rotina de alguma forma, agora escovo a seco duas vezes ao dia ( sem creme dental, sem água salgada, apenas um pouco de água sobre a escova, para amaciá-la) durante cerca de 20 minutos e ainda uso a água salgada para enxágue com meu waterpik. Não fui ao dentista de novo, de sorte que ainda não sei os reais efeitos dessa mudança.

A escovação a seco branqueou visivelmente meus dentes, sem os tornar “brancos de forma anti-natural”.

Também quero parar de usar o waterpik e apenas enxaguar completamente com água salgada, porque receio que vaza plástico na água, mas ainda não o fiz.

Meus dentes também costumavam ser muito sensíveis no clima frio. Com a nova abordagem, isso também quase que desapareceu por completo.

Portanto, essa é a história completa. Obviamente que não posso dizer que isso previnirá todas as cáries no futuro, mas é muito claro que a água salgada ajudou a preservar e até a curar cáries incipientes.

Adendos por CuraDente (em resposta a uma pergunta recebida)

O e-mail do John não mais se encontra ativo, assim não se pode fazer mais perguntas.

Com relação à concentração de sal usada por John, parece que ele usou apenas uma salmoura branda já que, em conversa pessoal ele expressou algum desconforto sobre a ideia de possivelmente vir a absorver sal em demasia.

O sal para escovação dentária não deve danificar os dentes já que o bicarbonato de sódio (salgado) com ou sem sal constitui um pó dentário natural consagrado pelo tempo e usado por gerações de pessoas com dentes saudáveis. Aqueles que se sentem desconfortáveis com o uso de apenas o sal encontrarão muitas outras sugestões “naturais” sob o título Alternativas à Pasta Dental, algumas delas também conhecidas por curar cáries dentárias incipientes, como o xilitol.

Notas de pé de página

1 (não se trata de seu nome real, pois me pediu privacidade)

2 Para importante informação sobre o fluoreto, veja eg: Sobre a fluoretação da água e do creme dental ("O fluoreto estraga os dentes") e Pasta de dentes: perigosa para a saúde dos dentes e do corpo?.

Experiências & testemunhos envolvendo a cura natural de dente e/ou gengiva

 
Copyright © 2021 CuraDente.com. Todos os Direitos Reservados.