Cura Dente
 
 
 

Ingredientes encontrados em várias pastas dentais convencionais que podem prejudicar a sua saúde

Toxinas como fluoreto, Triclosan etc.

Triclosan. As pastas dentais convencionais, dentre outras toxinas, podem conter Triclosan, substância química que mata germes/bactericida (também encontrada em enxaguatórios dentais, desodorantes, sabões, etc). Triclosan pertence a uma classe de substâncias químicas suspeitas de causar câncer em seres humanos [até a EPA - Agência de Proteção ao Meio Ambiente dos EUA - parece considerá-lo um fator de alto risco para a saúde humana). Armazenado na gordura corporal, ele pode suprimir a função imunológica e se acumular até níveis tóxicos, resultando em danos para o fígado, rins e pulmões. O Triclosan frequentemente está contaminado com dioxinas tóxicas.

Glicóis de polietileno (GPE, adicionados como dispersante e para agregar água) torna a pele mais acessível a substâncias nocivas que possivelmente contêm bromo, iodo ou cloro e são considerados alérgenos e/ou potencialmente cancerígenos.

O fluoreto, uma substância altamente tóxica, ao invés de proteger os dentes, parece que realmente os danifica tornando-os excessivamente endurecidos e assim, quebradiços. Também esteja atento de que o flúor em sua forma química, como usado na fluoretação da água, está seriamente implicado como causador de câncer e pode na verdade „arruinar os dentes“.1

O creme dental fluoretado arruina as gengivas. Nas concentrações usadas na pasta dental fluoretada (1.000 ppm), o fluoreto provoca dano às gengivas ao envenenar a atividade enzimática e ao desacelerar os mecanismos de auto-cura das gengivas. Ao escovar seus dentes com pasta dental fluoretada, suas gengivas serão danificadas (segundo o Dr. John Yiamouyiannis, autoridade sobre os efeitos biológicos do fluoreto, e corroborado por várias pesquisas que relatam aumento de gengivite e inflamação gengival causados pelo consumo de água fluoretada ou de outros fontes de fluoreto).2 

Segundo pesquisa científica realizada pela companhia farmacêutica Sepracor (atualmente Sunovion Pharmaceuticals) em 1996, a aplicação tópica de fluoreto (crème dental fluoretado, desinfetantes bucais, etc.) pode causar ou exacerbar a perda de osso periodontal ao ativar „proteínas G“ e assim promover gengivite, periodontite crônica destrutiva e até câncer na cavidade bucal (envolvendo „proteinas G modificadas“ - mutantes – ativadas pelo fluoreto).

Segundo J. Lee e associados (em artigo publicado no periódico Toxicology em janeiro de 2008, págs. 340–347), o fluoreto de sódio é citotóxico (prejudica/mata células vivas) e provoca uma reação inflamatória.

Mais ainda, o especialista alemão em toxicologia, Prof. Max Daunderer escreve que a amálgama de obturações dentárias é corroída pelo fluoreto (inclusive oriundo de pasta dental fluoretada e do sal).

Como ajuda para desintoxicar o corpo do fluoreto, níveis crescentes de iodo têm se mostrado de grande valia.

Se você ingeriu muito flúor tóxico (e existem, além dos produtos de „cuidados“ dentários, muitas outras fontes como água com flúor e quaisquer produtos com ela manufaturados ou vegetais com ela regados, sal, leite, etc.4, você poderia se interessar sobre o aumento de sua ingestão de iodo. Níveis mais elevados de iodo no corpo podem ajudar o sistema a excretar halogêneos tóxicos como flúor e bromo pela urina (isso tem sido sistematicamente medido e verificado).

Se você usa alga marinha como fonte de iodo (geralmente o uso de sal iodado não elevará os níveis corporais deficientes em iodo a um grau suficiente), você simultaneamente ingere uma das mais ricas fontes conhecidas de minerais e oligoelementos.

Precaução: Esteja ciente de que a complementação com iodo é uma espada de dois gumes. Apesar de ter ela beneficiado enormemente a saúde de muitos indivíduos, outros (claramente uma minoria – mas também importante) parecem terem sido seriamente prejudicados. Assim, informe-se por completo sobre os prós e contras antes de considerar a aplicação (FVM- por si mesmo) do iodo.

Surfactantes

Surfactantes (adicionados como espumantes). Estudos têm demonstrado que cremes dentais que produzem muita espuma em razão da presença da substância tóxica (detergente surfactante) lauril sulfato de sódio (LSS, também conhecido como dodecil sulfato de sódio ou SDS) são em verdade ruins para as gengivas. A propriedade espumante fortemente incha as gengivas, o que poderia levar à promoção de periodontite (retraçao da gengiva). (Outras fontes dizem que concentrações de surfactantes acima de dois porcento possivelmente danificam as gengivas)

O dentista alternativo, Dr. Georg Schnitzer, escreve que os surfactantes também aumentam a permeabilidade dos capilares e assim constituem uma causa frequente de sangramento das gengivas. Hermann Lauffer, autor de "Unsere Zähne Opfer der Zivilisation" [Nossos Dentes, Vítimas da Civilização] acrescenta que o amolecimento das gengivas aumenta sua propensão à infecção.

O melhor seria usar pastas de dente sem surfactantes, como aquelas elaboradas com sal (traduzido por © CuraDente de fontes alemães). Ou, provavelmente melhor ainda, usar pastas dentais alternativas.

Ademais, descobriu-se que o lauril sulfato de sódio causa a recorrência de aftas5 e diminui a percepção do paladar doce (sobre esse último tema ver resumo em http://pubs.acs.org/doi/abs/10.1021/bk-1985-0289.ch002).

Metais tóxicos

Segundo a Dra. Hulda Clark, a pasta dental, além do poluente benzeno também contém estanho e estrôncio. Compare as instruções da Dra. Hulda Regehr Clark para escovar dentes et a higiene bucal natural. Até mesmo alumínio pode ser encontrado em pasta de dente.

Sorbitol

Embora sendo cariogênico em uso prolongado (segundo estudo realizado por dentistas na universidade de Hamburgo), o sorbitol pode ser encontrado como adoçante em algumas pastas de dente.

Açúcares artificiais

O que todos os açúcares aparentemente fazem é baixar o pH da placa dental (mais acidez = maior dano ao dente). Se você encontrar aspartame, esteja atento de que ele é tóxico e tem estado relacionado a dúzias de doenças, inclusive a tumores no cérebro.3

O Dr. Joel Knapp DDS assim escreve sobre o assunto de substâncias encontradas em muitas pastas de dentes: "Digo a meus pacientes, se você não pode pronunciá-lo, não o ponha em seu corpo ... você também vê às vezes, açúcares artificiais listados. Esses açúcares artificiais foram apresentados em alguns estudos como causadores de mudanças nas células dos tecidos e causadores da desaceleração da cura, tanto quanto faz o açúcar comum e possivelmente mais. Recomendamos a eles que evitem pastas de dentes – usem bicarbonato de sódio, sal ou apenas água comum."

Glicerina

Segundo a pesquisa do Dr. Judd, é muito importante evitar todas as pastas de dentes que contêm glicerina, já que, para se remineralizar, a superfície dental necessita estar limpa e „acessível“. Isso é impedido, entretanto, pela glicerina que cobre a superfície com uma substância pegajosa e de difícil remoção. (Essas descobertas são, no entanto, controversas). Mais sobre a glicerina

Notas de pé de página

1 Compare esse poderoso testemunho que demonstra como a simples escovação com água salgada curou cáries que haviam se formado enquanto se usou religiosamente pasta dental com flúor e Uma história pessoal de gengiva inchada/com abcesso (2): molar apodrecido & fluoreto.
2 Para informações importantes sobre o fluoreto, veja eg Os efeitos maléficos do flúor: "O flúor destrói os dentes".
3 Compare Causes of cancer: aspartame.
4 Veja a lista (em inglês) nessa página mostrando a variedade de produtos que podem conter flúor, pelo menos se você reside num país como os EUA, que permite a fluoretação da água abastecida às cidades.
5 Compare Aftas (estomatite aftosa): possíveis causas, remédios caseiros e naturais.

Pastas dentais das lojas de produtos naturais

Enquanto que essas pastas possam ser menos ou até mesmo não tóxicas, quase todas as pastas dentais vendidas em lojas de produtos naturais também contêm glicerina (pelo menos na Alemanha). Também li que uma bem conhecida pasta dental „holística“ contém a substância química tóxica lauril sulfato de sódio (veja Surfactantes). Conselho final: leia os rótulos com muito cuidado ou, preferencialmente, experimente uma ou várias alternativas de pastas dentárias.

Testemunhos "contrários à pasta dental"

Dramáticos benefícios de cura dental obtidos pelo uso de agentes higienizadores & antimicrobianos naturais, atóxicos ou "biocompatíveis".

A presença das toxinas para dentes e gengivas, descritas acima (flúor, surfactantes, etc.) nas pastas dentárias convencionais pode explicar os seguintes testemunhos dramáticos „milagrosos“ de cura gengival (ambos envolvendo periodontite avançada com perda de vários dentes): todos os sinais de doença gengival crônica rápidamente e completamente desapareceram após o abandono do uso de pasta dental comum e a adoção de sabão em barra comum ou de pós de ervas higienizadores para dentes/gengivas.

Veja 20 anos de doença periodontal resolvidos (escovação com sabão) e Periodontite crônica curada (pós de ervas).

De modo similar, esse poderoso testemunho mostra como a simples escovação com água salgada curou cáries que haviam se formado enquanto se usou religiosamente pasta dental convencional com flúor.

Mais sobre cuidados dentários & higiene oral naturais e não-tóxicas

 
Copyright © 2019 CuraDente.com. Todos os Direitos Reservados.