Cura Dente
 
 
 

Riscos gerais, complicações & inconveniências

  • Taxa de fracasso relativamente alta de 25% (todas as cirurgias combinadas)1
  • Perda do implante durante a fase inicial de cura / falha em se prender ao osso (falta de integração óssea) levando a frouxidão/instabilidade/finalmente à perda do novo dente.
  • Sangramento pós-operatório
  • Hematoma
  • Mau ajuste (má oclusão)
  • O maxilar / a mandíbula envolvido(a) pode inchar e/ou ficar dolorido(a).
  • A mastigação pode ser desconfortável.
  • O implante pode ser rejeitado por seu corpo.
  • Como os implantes consistem em mais de uma parte, eles permitem que bactérias proliferem nas juntas. Contrariamente aos dentes naturais, um implante não possui o benefício da ação protetora do fluxo do fluido dentinal que afasta bactérias e as impede de entrar no dente, portanto implantes estão abertos à penetração bacteriana e infecção, levando a:
  • Inflamação do tecido que circunda o implante.
  • Reabsorção óssea (perda óssea) pode ocorrer no local do implante.
  • Furúnculos extremamente doloridos podem aparecer regularmente.3
  • Pode surgir febre – infecção pós-operatória pode destruir o osso circundante e até levar à morte ( originalmente um caso registrado).6,4
    Um segundo caso foi relatado à CuraDente.com em 5 de dezembro de 2013, quando o marido da vítima me escreveu: "Bem, agora você pode adicionar outro caso. Minha esposa, ela mesma dentista, faleceu de uma infecção de septicemia maciça 2 dias após a cirurgia de implante. Ela tinha 56 anos, era mãe de 3 filhos e minha esposa durante 26 anos.”
  • A coroa colocada sobre o suporte consiste de uma liga diferente que o dente suporte em si, o que leva à corrosão e liberação de vários íons metálicos. A presença de metal estranho e sua liberação no corpo, geralmente comporta vários riscos.2
  • Pacientes que sofrem de bruxismo (aperto/mordida de dente)7 põem em perigo a cura adequada do osso após o implante e a sobrevivência de longo termo do dente artificial.
  • Implantes exigem medidas especialmente cuidadosas de higiene dental.
  • O titânio pode causar muitos incômodos, especialmente dano à mucosa do trato respiratório e urogenital superiores (ver estudos de casos abaixo).

Complicações especialmente devidas a erros técnicos ou falhas de materiais, planejamento insuficiente do tratamento, falta de competência, etc.

  • Vasos sanguíneos circundantes e/ou dentes adjacentes (raízes) podem ser danificados, causando mais problemas dentários.
  • O osso pode ser ferido.
  • Implantes podem ser colocados erroneamente em nervos como o alveolar ocasionando dano temporário ou permanente/irreversível (formigamento/entorpecimento com ou sem dor) afetando a mucosa bucal e gengiva e também outras estruturas (seus dentes naturais, lábios, queixo, cavidade nasal) possivelmente com constante gotejamento de saliva.
  • Implantes podem ser colocados erroneamente (inseridos na posição errada em sua boca a ponto de se tornar irremediavelmente não restauráveis, a exigir sua remoção ou reposicionamento cirúrgico).
  • Implantes com frequência são colocados em locais de cavitação infectados5 o que leva a subsequente propagação da infecção através do osso. (Drs. Munro-Hall)
  • Problemas nas fossas nasais podem surgir no maxilar a partir de um implante saliente.
  • A base de sua fossa nasal ou seio paranasal pode ser prejudicada.
  • Seu maxilar/mandíbula pode se quebrar.
  • Falhas técnicas do implante tais como fratura, afrouxamento do parafuso, e engodo do implante como fratura, afrouxamento do parafuso e despedaçamento/descamação da coroa pode ocorrer.
  • Um nervo pode acidentalmente ser atingido por broca, causando uma dor semelhante a choque elétrico e, subsequentemente um quase total entorpecimento de lábios, dentes e gengivas (o nervo poderá, ou não, regenerar-se).

Estudo de caso: múltiplos incômodos devidos a implantes com titânio

Um homem sofria de deslocamentos da coluna (apesar de dois ajustes semanais com quiroprata), diarreia forte e dor constante na área genital, que lhe tornava impotente. Ele usava uma dentadura superior (prótese maxillar) presa a dois implantes de titânio. Após a remoção dos implantes todas as queixas se foram (caso traduzido do livro "Die Heilkunst von Morgen" de Erika Herbst).

Caso de um paciente com implantes múltiplos: da “quase-morte” de volta à vida

Embora o caso seguinte relatado pelos dentistas ingleses Drs. Munro-Hall possa ou não ser típico, ele pode certamente mostrar efeitos colaterais potenciais relevantes da cirurgia com implante que o seu dentista poderá não lhe contar (ou mesmo não ter deles conhecimento).

Uma paciente recebeu nove implantes dentários ao longo de três anos. Aos poucos ela passou a ter graves problemas de saúde que incluíam doenças auto-imunes, disfunção do fígado e rins e alergias que até mesmo uma bateria de testes não conseguia encontrar causa alguma. Na verdade, ela ficou tão doente a ponto de esperar pela morte dentro de um ano.

Quando ela veio para ver os doutores Munro-Hall como um último esforço, os dois dentistas encontraram extrema toxicidade ao redor de todos os seus implantes (confirmado por um laboratório especializado nos EUA) dos quais apenas 4 deles tinham sido julgados “não sadios” por seu antigo cirurgião-dentista. Os Drs. Munro-Hall removeram todos os implantes dela e limparam as infecções associadas, seguindo com o protocolo deles de desintoxicação. A recuperação veio rapidamente e dentro de nove mêses a paciente havia recuperado sua sólida saúde anterior (os dentes em falta foram substituídos por uma dentadura parcial).

Como comentam com lucidez os Drs. Munro-Hall: "Ligar a deterioração na saúde com um implante colocado anos atrás não é fácil. Apenas quando o implante é [adequadamente] removido e a boa sáude é restaurada, pode-se estabelecer essa ligação."

Dica para combater a inflamação subsequente ao implante dentário

Embora CuraDente, pelas razões acima expostas não apoie o implante dentário, eis aqui uma dica para aqueles que fizeram essa opção e que venham a ter infecção pós-cirúrgica.

Nas desagradáveis (e perigosas) Infecções circundantes a um novo implante, em que todas as outras medidas tentadas como a Clorexidina, fracassaram, houve resposta positiva à aplicação do xilitol, em apenas pouco mais de uma semana. Para detalhes sobre a aplicação, Bochechar e escovar os dentes com o açúcar xilitol.

Notas de pé de página

1 Ver The effectiveness of immediate, early, and conventional loading of dental implants: a Cochrane systematic review of randomized controlled clinical trials [A eficiência de colocação imediata e convencional de implantes dentários: uma revisão sistemática Cochrane de testes clínicos aleatórios].

2 Ver a página Como as obturações podem danificar os dentes ponto 7 "Obturações metálicas” e ponto 11 "Obturações metálicas absorvem e reemitem microondas”. Veja também Dra. Hulda Regehr Clark sobre os 'Horrores da Odontologia Metálica'.

3 Ver Remédios caseiros contra abscessos.

4 Infecções perigosas circundantes a um novo implante foram tratadas com sucesso com xilitol, ver Bochechar e escovar os dentes com o açúcar xilitol.

5 Ver Cavitações dentárias e suas infecções (osteonecrose isquêmica): esconderijos perigosos na mandíbula e/ou no maxilar.

6 See www.dentistryiq.com/articles/wdj/print/volume-2/issue-8/you-and-your-practice/a-review-of-dental-negligence.html .

7 Ver em inglês bruxism.

Riscos diversos relacionados às práticas da odontologia convencional

 
Copyright © 2020 CuraDente.com. Todos os Direitos Reservados.