Cura Dente
 
 
 

Horrores da Odontologia Metálica

© Copyright 1995 Hulda Regehr Clark, Ph.D., N.D.

Por que metais altamente tóxicos são colocados em materiais usados em nossas bocas? Porque nem todos concordam sobre o que é tóxico e em qual nível. Há apenas algumas décadas o chumbo era comumente encontrado em tinta e até recentemente na gasolina. O chumbo não era menos tóxico então, apenas nós éramos menos informados! O governo estabelece padrões de toxicidade, mas esses “padrões” mudam quando mais pesquisa é realizada (e mais gente denuncia). Você pode agir melhor que o governo ao deixar cair a zero seu padrão de tolerância quanto a metais tóxicos! Simplesmente não tenha padrão algum de tolerância.

O debate ainda perdura com furor sobre as obturações com amálgama. Ninguém disputa a extrema toxicidade dos compostos de mercúrio e vapor de mercúrio. A ADA (Associação Odontológica Americana) acha que as obturações com amálgama são seguras porque não vaporizam ou formam compostos tóxicos num grau significativo. Os oponentes citam estudos científicos a implicar que as amálgamas de mercúrio causam doenças. Muitos dentistas defendem as obturações com amálgama de mercúrio simplesmente porque elas são aceitas pela ADA, que acreditam os protege de ações contra imperícia profissional. Por que arriscar sua saúde e sua vida com as opiniões deles? Lembre-se de que tudo se corroi e tudo se lixivia, portanto as amálgamas também devem sofrer esse processo.

O cádmio é usado para dar a cor rósea às dentaduras! O cádmio é cinco vezes mais tóxico que o chumbo e está fortemente ligado à pressão sanguínea alta.

Ocasionalmente, o tálio e o germânio são encontrados nas obturações dentárias com amálgama de mercúrio. O tálio causa dor nas pernas, fraqueza nas pernas e paraplegia. Se você estiver numa cadeira de rodas sem um diagnóstico muito confiável, tenha todos os metais removidos de sua boca. Peça ao dentista para lhe dar o material removido. Leve-o para análise de tálio, usando os métodos mais sensíveis disponíveis, possivelmente num centro de pesquisa ou universidade.
Fiquei estupefato ao encontrar tálio em amálgamas de mercúrio! Ele não poderia ter sido posto lá intencionalmente, veja quão tóxico ele é:

TEJ500 HR: 3
COMPOSTOS DE TÁLIO

 THR: Extremamente tóxico. A dose letal para um homem, por ingestão, é 0.5-1.0 gram. Os efeitos são cumulativos e com a exposição contínua a toxicidade ocorre em níveis bem mais baixos. Os principais efeitos são no sistema nervoso, na pele e no trato cardiovascular. O sistema nervoso periferal pode ser gravemente afetado com a morte das fibras motoras e sensoriais mais longas. Os órgãos reprodutores e o feto são altamente suscetíveis. O envenenamento agudo seguiu-se à ingestão de quantidades tóxicas de um produto depilatório contendo tálio e a ingestão acidental ou suicida de veneno de rato. O envenamento agudo resulta no inchaço dos pés e pernas, artralgia, vômitos, insônia, hiperestesia e parestesia [dormência] das mãos e pés, confusão mental, polineurite com dores graves nas pernas e lombo, paralisia parcial das pernas com reação de degeneração, dores similares à angina, nefrite, atrofia e fraqueza, e linfocitose e eosinofilia. Por volta do 18° dia, poderá ocorrer perda completa de cabelo no corpo e na cabeça. Tem-se notícia de envenenamento fatal. A recuperação pode exigir meses e pode ser incompleta. O envenenamento industrial é relatado como tendo causado o descoloramento do cabelo (que depois cai), dor nas juntas, perda de apetite, fadiga, dor aguda nas panturrilhas, albuminúria, eosinofilia, linfocitose e neurite ótica seguida de atrofia. Os casos de envenenamento industrial são raros, no entanto. O tálio é um teratógeno experimental [usado para induzir defeitos de nascença para estudo]. Quando aquecido para decompor-se, emite fumaça altamente tóxica.1

A poluição com o tálio me assusta mais que a do chumbo, do cádmio e do mercúrio combinados, porque é totalmente insuspeitada. Seu uso principal, veneno de rato, foi banido nos anos 1970. Todo paciente em cadeiras de rodas que testei mostrou-se positivo para tálio! Um uso atual do tálio é em termostatos no Ártico e na Antártida. Quando adicionado ao mercúrio, o mercúrio permanece líquido a temperaturas mais baixas. Estão os provedores de mercúrio, então, suprindo a indústria odontológica com amálgama contaminada?

A ação carcinogênica (ou causadora de câncer) de metais tem sido estudada durante longo tempo, embora não receba atenção de nossa agências reguladoras. Um livro científico sobre esse assunto foi publicado em 1980.2 A ação carcinogênica (ou causadora de câncer) de metais tem sido estudada durante longo tempo, embora não receba atenção de nossa agências reguladoras. Um livro científico sobre esse assunto foi publicado em 1980. Uma tabela desse livro mostra que compostos de crômio e níquel são os metais mais carcinogênicos. O níquel é usado em coroas de ouro, aparelhos ortodônticos e nas coroas para crianças!

Observe que a forma como se apresenta um metal é muito importante. Por exemplo, o crômio é um elemento essencial para o fator de tolerância à glucose, mas a maioria de seus demais compostos são extremanete tóxicos. De modo geral, os compostos xenobióticos (estranhos) devem ser evitados! O metal não pertence aos nossos alimentos ou aos nossos corpos.

Notas de pé de página

1 Dangerous Properties of Industrial Materials, 7th ed. by N. Irving Sax and Richard J. Lewis Sr., Van NOSTRAND, Reinhold N.Y. 1989.
2. The title is Carcinogenicity and Metal Ions. It is volume 10 of a series called Metal Ions in Biological Systems, edited by Helmut Sigel. A university chemistry library should have this book. It has a fascinating chapter on the leukemias by two scientists from the Academy of Sciences of the USSR, E. L. Andronikashvili and L. Mosulishvili. Their brilliant work and discussion was largely responsible for my pursuit of the whole subject of cancer.

Artigos relacionados

 
Copyright © 2020 CuraDente.com. Todos os Direitos Reservados.