Cura Dente
 
 
 

Conselho geral sobre limpeza de dentes: rotação de rotinas de limpeza

Pode ser útil variar e fazer rodizio da “dieta higienizadora” com que você trata seus dentes. Uma razão é a de que pode observar como seus dentes reagem a cada tratamento (os dentes variam em sua resistência e outras características, de pessoa a pessoa) e assim encontrar pelo método da tentativa e erro, o que melhor funciona para você. Outra razão é que dessa forma você assegurar-se-á (espera-se) de que os vários agentes higienizadores/antissépticos aplicados realmente continuam a funcionar.

Isso tem por base a observação de que bactérias nocivas podem desenvolver resistência (aparentemente, até o corpo desenvolve resistência a itens benéficos normais, se usados regularmente), i.e. bactérias podem aprender a se adaptar a várias soluções antibacterianas usuais. Isso é, naturalmente, mais verdadeiro para substâncias produzidas em laboratório sob fórmulas químicas precisas – a consistência de seus constituintes químicos facilita adaptação por parte dos patógenos. Contrariamente, óleos essenciais extraídos de plantas diferirão de lote a lote porque, como alimento vegetal, sua exata composição química variará segundo as condições ambientais em constante mudança, sob as quais as plantas desenvolveram e foram colhidas. Ainda, "suas" bactérias podem desenvolver resistência, enquanto você está usando o mesmo lote (digamos de óleo de melaleuca). Assim, pessoalmente, como medida de precaução, faço a rotação do que uso para limpar meus dentes (graças a Deus que há muitos agentes naturais disponíveis).

Uma terceira razão para rotacionar o que se usa é que eg com quaisquer métodos de limpeza dental naturais levemente abrasivos, os dentes podem, ao final, sofrer se usado além do que é benéfico (remoção de placa) a ponto de danificar o esmalte.7

Os dentes desprotegidos com a polpa danificada/morta são os mais importantes de se conservar limpos.

Se a polpa de um ou mais de seus dentes foi danificada por trauma físico ou químico, inclusive por qualquer tratamento dentário5, é possível que sua “bomba de fluido dentinal” centrífuga não esteja funcionando bem ou não funcione totalmente. Isso abre o dente ao ingresso de substâncias estranhas e faz com que seja muito urgente limpar e desinfetar o dente a partir de fora, já que seu mecanismo interno de defesa foi obliterado.6

Limpeza intersticial para remover coberturas de bactérias das fendas entre dentes adjacentes

Há várias teorias sobre a questão de onde as cáries realmente começam, sendo as duas principais contestadoras a “endogênica” x “bacteriogênica” teoria da cariogênese1,6,: uma das últimas afirma que a cárie dentária começa entre os dentes, em áreas onde os restos de alimentos não podem ser removidos pela escovação e que subsequentemente tornam-se presas da atividade bacteriológica e seus sub-produtos ácidos.

Em verdade, segundo a revista alemã Stiftung Warentest, um gritante 40% de toda a superfície dentária está localizada entre os dentes.

Aqui surge a frequente recomendação de se usar fio dental, que dispõe de vários produtos comerciais. (Por favor observe que a Dra. Hulda Clark, por exemplo, adverte sobre as variedades comerciais de fio dental nesse contexto: "Não use fio dental comercial; use linha de pescar de monofilamento para 2 ou 4 libras2. O fio dental comercial possui antissépticos a base em mercúrio (com poluição pelo tálio!".)

Uma desvantagem de usar o fio dental pode ser que suas gengivas sangrem, o que, teoricamente levará bactérias da boca para a corrente sanguínea.

Para ajudar a limpar entre os dentes, pode-se também usar um irrigador oral como o Waterpik, escovas intersticiais especiais (escovas interdentais) ou uma escova de dentes como a Perio toothbrush [link em inglês], cujas cerdas são especialmente projetadas para serem capazes de penetrar entre os dentes (embora não creia eu que essa última irá/poderá remover todos os depósitos intersticiais). As escovas interdentais são pequenas, disponíveis em diferentes larguras e limpam entre dentes adjacentes (tenha cuidado para evitar forçar a escova para o interior das fendas). Se falhar tudo o que foi descrito acima, na minha experiência, repetidamente bochechando a permitir que a água atravesse os espaços entre os dentes e/ou Extração a óleo retira muito/todos os restos de entre os dentes.

Se você tiver disciplina, limpe com fio dental e enxágue sua boca após as refeições. Em verdade, um testemunho interessante sobre o potencial de se limpar com fio dental (e enxaguar), encontrado no sítio Amazon relata a experiência de uma mulher que “tinha uma boca cheia de dentes ruins” durante seus primeiros 20 anos de vida. Ela então passou a limpar os dentes com fio dental duas vezes ao dia e enxaguando sua boca após as refeições. Isso fez com que eliminasse todas as suas cáries, há quarenta anos. (Depois ela também começou a melhorar sua dieta e a usar somente produtos naturais para limpar seus dentes como bicarbonato de sódio para escovar os dentes [veja Bicarbonato de sódio ajuda dentes & gengivas], óleo de orégano3 sobre as gengivas, e Vademecum (um produto composto principalmente de ervas, link em inglês) e ocasionalmente peróxido de hidrogênio4 como enxaguatório.

Até mais eficiente do que enxaguar com água pode ser "enxaguar" com xilitol.

Limpando sua língua

A língua pode hospedar muitas excreções corporais que, segundo indicação do seu cheiro, não são saudáveis para o corpo. Pode-se gentilmente remover essas camadas com um limpador especializado de língua (que vai até a raiz da língua e está disponível na Internet ou em lojas de produtos naturais, etc), mas implementos mais simples como uma colher de sopa ou escova) conservará sua língua limpa também. Se estiver com pressa, até mesmo seus próprios dentes ou dedos podem ajudar a limpar parte de sua língua. A Ayurveda, o sistema de cura mais antigo do mundo, também enfatiza a importância de limpar a língua, como uma prática diária.

Interessantemente, como provado por estudos científicos, a língua pode estar enxameada de “bactérias da cárie” (patógenos cariogênicos) como o streptococcus mutans. Veja, por exemplo, "The effect of tongue scraper on mutans streptococci and lactobacilli in patients with caries and periodontal disease" [O efeito do raspador de língua sobre o streptococci mutans e lactobacilos em pacientes com cáries e doença periodontal”] em www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/16032940 e "Tongue scraping as a means of reducing oral mutans streptococci" [Raspagem da língua como o meio de reduzir mutans streptococci orais] em www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/14969377?dopt=Abstract.

O primeiro estudo (publicado em "Odonto-stomatologie tropicale" em março de 2005) mostrou uma significativa diminuição em níveis salivares de streptococcus mutans e lactobacilos após raspagem da língua duas vezes ao dia por um período, com a acrescida vantagem de reduzir mau hálito. O segundo estudo (publicado no Journal of Clinical Pediatric Dentistry no inverno de 2004) tinha como objetivo determinar a técnica de higiene oral mais eficiente para reduzir a quantidade de streptococcus mutans, com os três tipos de tratamento investigados sendo raspagem da língua, enxaguando por 30 segundos com uma solução salina (água salgada) ou usando uma solução com listerine, respectivamene. Surpreendentemente (ou não), a vencedora foi a raspagem de língua, com enxaguatórios com água salgada no segundo lugar e a medida higiênica menos eficiente sendo o enxaguatório listerine.

Estudos como o mostrado acima realmente torna clara a importância de se limpar a língua.

Escovação em excesso causa dano ao esmalte

Esteja ciente do excesso de algo bom. Você pode prejudicar seu esmalte e possivelmente gengivas por escovar com excessiva frequência (até mesmo com uma escova elétrica) ou usando uma escova cujas cerdas são muito duras com excesso de força, levando seus dentes, por exemplo, a se tornarem sensíveis. Semelhantemente, até mesmo materiais naturais usado como higienizadores podem ser excessivamente abrasivos e usados em excesso ou se seus dentes forem “delicados”. Não se engane com a aparente dureza de seus dentes e observe seus dentes para verificar se são do tipo forte ou frágil. Uma indicação de dentes mais frágeis pode ser os incisivos que são achatados no topo.

Dito isso, naturalmente que os dentes podem ser enfraquecidos e fortalecidos, como por meio de dieta, etc.

Evite escovar imediatamente após contato com alimentos ou bebidas acidificantes, simplesmente lavando sua boca com água clara pode ser o melhor (e talvez adicionando algum bicarbonato de sódio para elevar o pH). O mesmo pode ser verdadeiro ao comer alimentos doces. Se os tiver disponíveis , os produtos com, xylitol[xilitol] podem ajudar muito, e uma das melhores práticas após comer alimentos “proibidos” é enxaguar com o açúcar xilitol.

Verifique dentes “revestidos”, durante o dia

Os dentes que se tornam embotados como após um lanche ou refeição significam a ação de muitas bactérias ocupadas em construir uma placa sobre seus dentes (e/ou o resultado de um “ataque rápido”). Portanto, após refeições, principalmente, passe sua língua sobre seus dentes para ver como os sente. Se os sente macios como porcelana, você não deverá ter construção de placa. Se eles se sentem embotados ou cobertos de placa, entretanto, faça uma ou várias das coisas sugeridas aqui até que seus dentes fiquem macios novamente. Combinado com o fio dental, esse é o "principiis obsta" (resistência aos inícios) já que a deterioração do dente pode assim ser parada onde ela frequentemente tem início.

Escovação dos dentes pela manhã versus noite

Faz menos sentido escovar pela manhã, já que, tipicamente, não haverá formação de nova placa durante a noite. Generalmente, as manhãs pedem um bom bochecho e limpeza da língua, o que for mais apropriado. Limpar sua boca de resíduos alimentares antes de deitar, entretanto, é importante já que, se assim não for feito, as bactérias terão toda a liberdade para se reproduzirem enquanto você dorme, quando nenhum fluxo salivar adequado as interrompe de comer os restos de alimentos que ficaram em sua boca.

Xilitol, um dos melhores agentes de limpeza dentária

O uso do xilitol ou seus produtos é principalmente conveniente se você lanchar quando não puder limpar seus dentes ou língua. Veja Enxaguando e escovando os dentes com xilitol curou doença periodontal e cárie dentária. Bochechos com xilitol têm sido usados como um tratamento independente de higiene dentária, antes de deitar.

Notas de pé de página

1 Compare eg Dr. Herbert Shelton sobre as verdadeiras causas da cárie dentária.

2 Pessoalmente uso linha comum para limpar os dentes.

3 Compare as notas sobre o óleo de orégano em Remédios naturais para dor-de-dente: ervas e plantas para alívio de dores.

4 Compare a advertência sobre peróxido de hidrogênio em Meios mais saudáveis de escovar seus dentes.

5 Veja Perfuração & obturação de dentes: uma escolha imprudente?.

6 Para explanações detalhadas fundamentais, veja Transporte do fluido dentinal: teoria sobre resistência natural à cárie.

7 O verdadeiro perigo ainda só pode estar escondido no creme dental convencional, veja Creme dental: perigoso para a saúde do corpo e dos dentes? e em inglês Toothpaste abrasiveness index.

Mais sobre cuidados dentários & higiene oral naturais e não-tóxicas

 
Copyright © 2021 CuraDente.com. Todos os Direitos Reservados.