Cura Dente
 
 
 

O que se segue são excertos de um testemunho3 postado em 27 de setembro de 2010 num blog francês dedicado ao mau tratamento de dentistas levando à dor e traduzido por © CuraDente. Todos os direitos reservados.

Olá,
Ao pesquisar sobre dores em meus dentes, maxilar e mandíbula, pescoço, etc., como também a ansiedade que tenho sofrido desde que passei a usar dentes artificiais três meses atrás, encontrei vosso blog! Que alívio!

Meu dentista extraiu todos os meus dentes do maxilar e quatro da mandíbula por razões puramente “estéticas” embora a maioria deles estivesse em perfeito estado de saúde! Fui ao dentista para algum trabalho básico a ser feito mas me permiti ir na conversa desse caminho pelo ângulo “estético”, meus dentes inferiores sendo um pouco abarrotados...

Levou um mês para extrair todos eles, com uma consulta após a outra, seguido pela colocação de dentaduras mal ajustadas (elas ficam se movimentando, uma delas rachou e há infecção sob a dentadura de baixo).

Tudo isso me custou a “modesta” soma de R$ 15.000,00, apenas para terminar com dor insuportável, ansiedade constante sobre o comer, como também vergonha, sim vergonha, de voltar a um dentista, medo também de passar novamente por tudo o que passei antes (extrações, o medo de ficar sem dentes, etc …).

Tenho apenas 30 anos de idade, uma mulher que está começando sua vida de novo, mas com o pé errado, estou deprimida e mesmo tendo encontrado um homem, não ouso falar do assunto com ele...
Eis o que aconteceu em detalhes...

1ª consulta

Não conhecia essa dentista. Na verdade eu tinha uma consulta com seu sócio (que foi recomendado por minha irmã (que hoje tem muitos problemas com ele, oh bem) De qualquer modo, como ele não estava lá, foi essa dentista quem me atendeu. Ela tem 37 anos de idade.

Ela iniciou o trabalho realizando um raio-X panorâmico seguido da remoção de algum tártaro para ganhar minha confiança, antes da extração de dois dentes do siso superiores planejada para a próxima consulta.

A remoção do tártaro doeu e ela pôs a culpa no meu período menstrual...

Ela fala comigo como se eu fosse uma criança, o que aprecio porque sinto que ela se desdobra em atenção para ganhar minha confiança. É óbvio que ela rapidamente verificou que eu ganhava um bom dinheiro em meu trabalho.

2ª consulta

Com muita rapidez, ela começou a falar de extrações, mas não mais dos meus dentes do siso superiores (ao menos não apenas eles) mas praticamente todos os meus dentes superiores!

Fiquei bastante estupefata. É certo que eu tinha dois dentes frontais que se lançavam um pouco para fora mas que nunca haviam me incomodado e tinha alguns dentes em mau estado, mas daí a arrancar todo o lote...

Ela insistiu no aspecto estético, tentando de tudo para me convencer. Ela me disse que, de qualquer modo, ao extrair os dentes do siso e um molar, o resto acabaria ficando frouxo e se movendo... em suma, que ao recusar eu estaria apenas adiando o inevitável.

Ela me apresenta dois orçamentos feitos especialmente para mim. Eu assinei o mais barato dos dois.
Uma semana depois se inicia uma jornada que leva um mês para se completar, com duas consultas por semana. Cada vez dois ou três dos meus dentes eram extraídos numa sessão.

Isso foi muito difícil, moral e fisicamente, mas continuei a pensar no resultado final.

Ela deixou no lugar dois incisivos superiores, de sorte que pudessem apoiar a dentadura.

Então chega o dia de colocar a dentadura. Foi horrível!!

Naquele dia, embora não estivesse combinado, ela apresentou-me um orçamento referente a dois dos meus dentes inferiores!!

Eu não queria, aquilo era puramente por razões estéticas, justamente dois dentes saudáveis que mal se sobrepunham, ou seja, era fora de cogitação extraí-los. E financeiramente me custaria outros R$ 3750,00. Pode sempre pensar nisso, depois.

Ela insistiu dizendo que mesmos dentes de cima estavam agora todos alinhados mas os de baixo não estavam tão bem e se levará, de qualquer modo, vários meses para que eu me acostume com meus novos dentes superiores eu poderia muito bem fazer o mesmo com os inferiores.

Perguntei-a se eles não poderiam simplesmente ser corrigidos com retentores mas ela respondeu que é possível mas levaria tempo demais e usar retentores na minha idade (30)...

Ela também sugeriu o pagamento em duas prestações. Sedutor, mas eu não sou um dentista. Para mim, ela era antes de tudo uma médica, e achei impossível imaginar que por trás de tudo isso estava, acima de tudo, uma questão de dinheiro ... Assim, confiando nela, uma médica certamente não iria prescrever algo que não fosse correto para as necessidades do cliente? Portanto assinei...

Uma semana depois e eu tinha uma dentadura inferior ajustada aos dentes adjacentes. É verdade, o resultado era bonito.

Mas a dor começa no meu maxilar, na junta. Ela diz que é normal (ela tinha quebrado meu osso durante a extração de um dos dentes do siso superiores...) e que levaria tempo para cicatrizar, etc.

Hoje eu finalmente me acostumei a essa nova face com belos dentes eretos, etc, a dor tornou-se insuportável. Também tenho dores de cabeça (pensei que fossem causadas por problemas visuais, mas não é assim), tenho grande dificuldade em mastigar porque é dolorido e incômodo já que nada em minha boca é estável, tudo se move, em cima e embaixo. Até perdi peso (8 quilos), já que sinto-me terrivelmente assustada quando frente ao alimento, o que corta meu apetite. Algumas vezes no dia é difícil para mim falar já que dói muito quando tento articular.

Durmo muito mal, entre a dor e a ansiedade, como posso dormir?

Ao falar com uma pessoa de idade percebi que havia sido traída e que agora que a dentista me vendeu seu serviço, ela me abandonou com minha dor.

Minha vida, daí para a frente mudou muito, e dentro de um curto espaço de tempo, divorciei-me, fiquei doente e perdi meu emprego, encontrando-me sozinha com meus filhos. Em outras palavras, de uma vida “normal” tornei-me desempregada. Já há algumas semanas, agora, tenho estado no CMU (Assistência de saúde universal, um programa de bem-estar social francês) e penso honestamente que ela não mais quer me ver no seu consultório dentário agora, porque não sou mais lucrativa a ela.

Acrescentarei aqui que, considerando sua recusa, sustei o último cheque que assinei para ela. Isso poderá me por no lado errado, legalmente, mas tudo o que quero é ser aliviada desses permanentes estados de dor, dessa ansiedade, simplesmente quero viver normalmente! Antes que tudo isso acontecesse eu não sabia o que a dor de dentes significava!

Numa loja, se você não está satisfeito, você recebe seu dinheiro de volta ou troca o produto, ou algo diferente.

Por que não se pode fazer nada com o dentista? Estamos basicamente condenados a ficar satisfeitos e, se não, melhor se acostumar com o fato...
Reconciliei-me com a perda, afinal é também minha própria culpa, se tivesse sido menos estúpida, não estaria sentada aqui hoje perguntando sobre minha vida futura.2

Encontrei alguém hoje e não quero relatar a ele o fato, já ninguém suspeita que alguns dos meus dentes são artificiais...

Tenho de superar esses medos e encontrar um bom dentista já que, honestamente, tenho um pouco de vergonha e receosa de começar uma jornada que já fiz. Também estou receosa de que também poderei esquecer todos os meus dentes e ter de usar dentadura completa.

De qualquer maneira, essa é basicamente minha experiência e vida diária. Paguei R$ 15000,00 para ficar com dor física e psicológica...
Em todo o caso, minha vida está começando a melhorar novamente e procurarei tirar vantagem desse novo vento soprando sob minhas velas para finalmente encontrar um bom dentista!

Com amor,

Véronique (não é o meu nome verdadeiro)

Notas de pé de página

1 CuraDente aproveita essa oportunidade para saudar aqueles "2%" de dentistas que realmente cuidam da saúde dental e geral dos seus pacientes, cujos exemplos podem ser encontrados também nesse sítio.

2 Discordo da auto-avaliação dela como "estúpida". Como ela descreve mais à frente, ela simplesmente CONFIOU numa pessoa que a sociedade lhe fez crer que apenas faria o bem e agiria em seu melhor interesse.

3 http://admdd.over-blog.com/article-temoignage-de-vero-le-10-et-11-mai-2010-57791424.html

Artigos relacionados

 
Copyright © 2020 CuraDente.com. Todos os Direitos Reservados.