Cura Dente
 
 
 

Não use pasta dental

Ironicamente, segundo várias opiniões mais ou menos "especializadas" (inclusive de dentistas) que li, a pasta dental, na verdade não é necessária para permitir que os dentes sejam limpos devidamente. Segundo essa escola de pensamento, o que importa para auxiliar que seus dentes permaneçam saudáveis é uma boa escova em combinação com escovação apropriada e uso do fio dental e – além de quaisquer benefícios oriundos, por exemplo, de extratos de ervas inclusos – basicamente, a pasta dental provê uma sensação prazerosa na boca. Como você verá, discordo disso em algum grau...

Escovação a seco

"Escovação a seco" consiste em escovar sem qualquer pasta dental, usando uma escova seca (mas possivelmente sal e bicarbonato de sódio). À escovação a seco atribuem-se vários benefícios à saúde e à cura dentais, inclusive que é um removedor muito eficiente de placa bacterial, reduzindo o sangramento gengival decorrente da gengivite, etc., e esse testemunho também relata um efeito branqueador dos dentes.

Segundo a revista Prevention (Setembro de 1997), um estudo realizado com 128 pessoas-teste durante um período de seis meses, descobriu que graças à escovação a seco, o acúmulo de placa bacterial em seus dentes de trás caiu em 67%, em comparação com seus depósitos de placa medidos no início do estudo. Eles também mostraram uma redução de 50% em sangramento gengival.

Segundo a mesma fonte, deve-se escovar a seco durante 90 segundos usando uma escova suave, seca (comparada com uma escova molhada, uma escova seca parece remover o acúmulo de placa mais eficazmente). Se as cerdas de sua escova dental se apresentarem duras, passe o dedo por elas antes de começar a escovação. Comece pelas superfícies internas de seus dentes inferiores, continue com aquelas de seus dentes superiores e conclua escovando as superfícies externas.

Usando simplesmente água

Embora o uso de água seja preferível ao de pastas dentais com quaisquer das substâncias mencionadas acima e seja uma das coisas aconselhadas pela "perita em toxinas", Dra. Hulda Clark, em seu livro The Cure For All Diseases [A Cura de Todas as Doenças]2, para maximizar os efeitos benéficos de suas sessões de escovação creio que o melhor é adicionar alguns (ou vários) dos itens listados a seguir (como também outros itens naturais, como ervas, etc., que você se sinta atraído a usar ou experimentar).

Sal (marinho integral) e/ou bicarbonato de sódio

... são dois esteios indispensáveis, de baixo custo e consagrados pelo tempo, para o cuidado, tratamento e cura natural dos dentes (compare por exemplo o remédio de salmoura para dor de dente). Entre outras coisas, o sal faz com que você salive, com a saliva dita criadora de uma proteção antibacteriana natural para o esmalte dentário, e o sódio sendo um mineral alcalino, tanto o sal e (principalmente) o bicarbonato de sódio ajudam a alcalinizar sua saliva, uma peculiaridade bem-vinda para a maioria de nós3.

Veja também esse testemunho muito interessante, na verdade testemunho revelador, sobre o efeito de cura de cavidade ao se parar o uso de pasta dental comercial com flúor e substituí-la com a escovação com água salgada e uma lavagem com sal (waterpik), como também um testemunho muito impressionante "a dor sob coroa se foi" apresentados (como o relatório número 10) em Relatórios sobre cura & testemunhos sobre o uso do açúcar xilitol (essa pessoa usou uma mistura de xilitol e bicarbonato para escovação, mais lavagens com xilitol).

Se possível, use apenas sal marinho integral ou outro sal natural de "espectro total", que contenha todos os minerais e oligoelementos e sem aditivos.

Uma pequena advertência da Dra. Hulda Clark, que também recomenda o uso de sal (como salmoura)2 mas acrescenta que "Sal é corrosivo—não o use para escovar dentes com metal [i.e. dentes com obturações metálicas, coroas, etc.]". O especialista alemão em toxicidade, Prof. Max Daunderer acrescenta que a amálgama das obturações dentárias é corroída pelo flúor (inclusive de sal fluoretado e pasta dental) e pelo sal iodado, mas não afirma que o sal integral seja um agente corrosivo de amálgama. Também pessoas com colos de dente expostos (dentes sensíveis) possivelmente que tenham reação de dor com a aplicação salina.7

Muito mais sobre bicarbonato de sódio como substituto de pasta dental, pó dental, etc. em Bicarbonato de sódio em aplicações dentárias & outras aplicações.

MMS

Veja em inglês MMS® (chlorine dioxide), The Miracle Mineral Supplement. [MMS {dióxido de cloro}, O Suplemento Mineral Milagroso].

Sabão natural ou sabão dental especial

Veja explanações dadas pelo Dr. Gerard Judd e em Escovando os dentes com sabão.4

Pó dental, feito em casa

O pó dental tem sido usado em tempos idos e elaborado com várias ervas e outras substâncias, e ainda parece ser amplamente usado em países como a Índia. Para fazer o seu próprio pó dental, seja simplesmente criativo. Você pode misturar quaisquer dos ingredientes mencionados acima e abaixo5, como também outros como o pó bórax (um dos favoritos da Dra. Hulda Clark para limpeza não tóxica da casa), óleos essenciais terapêuticos, etc., na proporção de sua escolha (uma pessoa escreveu que ela mistura pó de bórax com bicarbonato de sódio em quantidades iguais, o que torna seus dentes e boca muito limpos, com o benefício adicional de que o bórax também ajudou com a sua cândida). Outra boa adição é o MSM que não apenas ajuda a combater infecção e dor, mas também embranquece os dentes (veja MSM [metilsulfonilmetano]: aplicações dentárias).

Para obter inspiração "ervanária" veja Ervas para fortalecer dentes e gengivas e Remédios caseiros para a gengiva e desinfetantes bucais terapêuticos, por exemplo, para verificar se alguma das plantas listadas poderia ser útil às suas necessidades específicas. Então triture-as num pó fino, use-as como óleo essencial, etc. Pessoalmente, uso temperos de cozinha ou ervas envelhecidos ou que sobram, adicionando-os ao meu pó dental por mim elaborado. Adiciono xilitol; ele sempre tem um bom sabor e a maioria das ervas e temperos tem uma propriedade medicinal benéfica.

Pasta dental feita em casa com base em terra terapêutica (argila branca)

Se disponível, use argila branca que foi muito finamente moída (ultra-fina). Esse tipo é mais fácil para o esmalte do que, por exemplo o pó de giz (carbonato de cálcio) que é popular na Inglaterra como um pó dental.

Instruções:

Misture cerca de 100 g de argila branca com água fervente e uma pitada de sal marinho integral (adicionando a água em gotas!) até que você obtenha uma consistência semelhante ao creme. Adicione cerca de cinco gotas de óleo de melaleuca ou hortelã-pimenta. Eles são bactericidas e evitam que bactérias se reproduzam em sua pasta dental. No entanto, o melhor é apenas preparar pequenas quantidades dessa pasta dental.

Com respeito à argila branca, Annie Karl me escreveu dizendo que "ela foi informada por um terapeuta intuitivo, há vários anos, que a argila branca em pó e o fluoreto de cálcio (tintura) reconstroem tecido ósseo, inclusive osso do dente. Fui informada por outro terapeuta intuitivo que a escovação dos dentes com argila branca em pó fará com que os dentes fiquem mais fortes e mais resistentes à cárie."

Pasta dental caseira baseada no óleo virgem de côco

Um poderoso combatente de germes (veja em inglês Another tooth-friendly oil? Virgin coconut oil [Outro óleo favorável aos dentes? Óleo virgem de côco]), o óleo virgem de côco pode brilhantemente substituir a glicerina, um pouco controvertida (veja Pré-requisito de saúde dental número 7) como base para uma pasta dental caseira. Adicione, por exemplo, algum condimento antimicrobiano natural (como óleo essencial de alecrim), xilitol (ver abaixo) e bicarbonato de sódio, e terá uma deliciosa pasta dental semelhante às convencionais, que é muito saudável para os dentes e gengivas e que dura "para sempre".

Pó dental, comercial
(fórmulas medicinais com ervas etc., prontas para usar)

Se você decidir usar qualquer pó dental comercial, assegure-se que seja feito totalmente com ingredientes naturais. Há vários pós dentais em oferta, frequentemente com uma grande variedade quanto à sua constituição, inclusive pós baseados em carvão moído e pimenta vermelha (capsicum).

Pós dentais de boa qualidade, tanto caseiros como comprados em lojas podem ser altamente terapêuticos, dentre outros relatórios de cura, veja esse poderoso testemunho de cura envolvendo pós dentais a base de ervas que ajudaram a rapidamente aniquilar todos os sintomas de periodontite crônica, após vários dentes já terem sido perdidos. Para informação sobre pós dentais/gengivais prontos, veja também Herbal, plant-derived and similar products that may help with teeth and/or gum problems [Produtos à base de ervas, derivados de plantas e similares que poderão ajudar a solucionar problemas dentais e/ou gengivais].

Açúcar (ok, substituto de açúcar: Xilitol)

Esse maravilhoso adoçante, combatente de cáries e doença gengival, tem sido usado com sucesso também para escovar os dentes. Dentre outros efeitos benéficos, o xilitol faz com que você salive e a saliva é um importante aliado dos dentes. (veja Remineralização & desmineralização dentárias, saliva & pH). O xilitol adicionado à sua pasta ou pó dental caseira(o) dá um sabor doce maravilhoso e retira muito ou todo o sabor desagradável e/ou amargura dos outros ingredientes que você possa estar usando. O mesmo se aplica se você estiver usando um pó dental comercial (pó dental da Índia, etc.). Informação aprofundada sobre essa extraordinária substância em Lavagem e escovação de dentes com o açúcar xilitol puro curou cárie dentária e doenças periodontais.

Raiz de Confrei (Symphytum officinale radix)

dentre outras características possui algumas propriedades medicinais quando usado topicamente (por exemplo: antiinflamatório, aliviando a dor e o inchaço) e historicamente tem sido aplicado para tratar várias doenças como fraturas ósseas (daí o nome "knitbone" = "liga-osso"). Um artigo amplamente divulgado na internet chega até a afirmar que o uso da raiz de confrei (externamente) e de cascas de ovo orgânicas (internamente)8 proporcionará a rebrota de dentes.

A casca de ovo parece realmente afetar os dentes cariados (veja os resultados obtidos em ratos mencionados em Transporte do fluido dentinal - teoria revolucionária sobre resistência natural à cárie e cariogênese) e pesquisa moderna confirmou que 'confrei pode influenciar o curso de doenças ósseas' (Wikipedia). Pessoalmente eu às vezes uso a raiz de confrei finamente moída como ingrediente de um pó dental que preparo (eg misturando com xilitol, cloreto de magnésio, argila verde e bicarbonato de sódio e deixando-o na boca o tempo que for possível). Nota: já que o confrei também contém alcalóides pirrolizidínicos que são tóxicos para o fígado, até mesmo sua aplicação tópica não deve ser constante (nunca use-o internamente!).

Cloreto de magnésio ("óleo de magnésio")

Em razão do esgotamento do solo e/ou a hábitos alimentares ruins, o magnésio, um constituinte vital de dentes e ossos essencial para a utilização e o metabolismo apropriados do cálcio, frequentemente está em falta no corpo das pessoas. Dentre outras propriedades, o magnésio ajuda a conservar o cálcio 'em solução' (quando há excesso de ingestão de cálcio, sem o devido acompanhamento de ingestão de magnésio, calcificações em juntas e músculos são suscetíveis de ocorrer, embora a Vitamin K2 e D devam também desempenhar um papel nesse processo).

Essa propriedade é provavelmente a razão de relatos anedóticos segundo os quais o uso do óleo de magnésio para escovação dentária tem prevenido qualquer e todo o acúmulo de placa durante vários anos de observação e tornado os dentes mais fortes e mais brancos (o chamado óleo de magnésio é simplesmente o pó cloreto de magnésio que, quando misturado à água, possui uma consistência semelhante ao óleo).

Já que o cloreto de magnésio é extremamente amargo, pessoalmente eu o misturo com xilitol e quaisquer dos ingredientes que eu esteja usando no momento para a elaboração do meu pó dental (tais como raiz de confrei, bicarbonato de sódio, argila verde,etc.) Além dos seus benefícios locais (alcalino, preventor de depósitos de cálcio nos dentes), ao menos algum magnésio deve também chegar à corrente sanguínea, dessa maneira. (Geralmente a maneira mais fácil e talvez mais rápida de aumentar os níveis sistêmicos de seu magnésio pode ser a aplicação do óleo de magnésio à sua pele, tomar banhos com o sal de Epsom ou usar um simples emplastro para aplicar o pó de magnésio à sua pele, durante alguns dias).

Peróxido de hidrogênio de grau alimentar (H2O2)

No seu livro The Cure For All Diseases [A Cura de Todas as Doenças], a Dra. Hulda Clark também aconselha: "Ou escove com peróxido de hidrogênio de grau alimentar, não a variedade comum...Não use peróxido de hidrogênio, entretanto, se você tiver metal em sua boca porque ele provocará algum vazamento do metal.“ A Dra. Clark também recomenda o peróxido de hidrogênio como um desinfetante bucal como alternativa à salmoura (isenta de alumínio)2. Veja também esse Testemunho: o peróxido de hidrogênio e bicarbonato de sódio curam periodontite onde a cirurgia não pôde ajudar.

Advertência: recentemente tive conhecimento de um testemunho de uma pessoa que, após escovar seus dentes durante mais de seis meses, usando peróxido de hidrogênio, teve séria deterioração dentária em onze dentes. Isso pode ter sido ocasionado pelo H2O2 (ao menos em concentrações mais fortes e/ou exposição prolongada) ser capaz de penetrar o esmalte e possivelmente "detonar" alguns de seus constituintes, assim danificando o esmalte e abrindo caminho para que os germes entrem. Pode também ser devido ao fato de que ao misturar o peróxido de hidrogênio (água oxigenada) com água de torneira 'normal' você provavelmente6 terá uma solução ácida (pH mais baixo que 7, sendo [ao menos os mais fortes] os ácidos bem conhecidos como capazes de lixiviar minerais do seu esmalte). Minha própria experiência com o uso do peróxido de hidrogênio como desinfetante bucal um tanto confirma que o H2O2 é realmente capaz de penetrar um dente enfraquecido (vivenciei um pequeno momento de dor após a solução tocar num dente limado – antigo pilar de uma ponte). Embora o peróxido de hidrogênio possa apenas ser capaz de atacar dentes já estruturalmente enfraquecidos (como no meu caso), ainda parece ser a opção mais sábia apenas adicionar pequenas quantidades de H2O2 a qualquer pasta dental caseira, enquanto que de outro modo, reservando seu uso para enxaguatórios bucais, para combater doença da gengiva, esterilização de escovas dentais, etc., onde ele pode ser verdadeiramente uma ajuda/cura muito forte.

Notas de pé de página

1 Veja Experiências & Testemunhos Pessoais.

2 Citação: "Não use pasta dental, nem mesmo as variedades vendidas em lojas de produtos naturais", veja As instruções da Dra. Hulda Clark sobre a escovação de dentes e o cuidado natural da boca.

3 Compare Remineralização & desmineralização dentárias.

4 Veja também esse testemunho dramático de cura de periodontite crônica graças à escolha do sabão em barra.

5 O bicarbonato de sódio seria um favorito, veja Bicarbonato de sódio como pó dental para limpeza dos dentes.

6 Isso depende do pH da sua água local, na Alemanha, por exemplo, permite-se o pH da água de torneira variar entre 6,5 até 9,5 (7 sendo o neutro).

7 Para um excelente remédio contra a sensibilidade de colo dentário, veja A enxaguadura bucal e escovação dos dentes com açúcar de xilitol.

8 Mais sobre a integração de casca de ovo no seu regime favorável aos dentes em Alimentos ricos em minerais & oligoelementos: algumas fontes de fácil acesso (role até Cascas de ovo).

9 Veja Creme dental: perigoso para a saúde do corpo e dos dentes?.

Mais sobre cuidados dentários & higiene oral naturais e não-tóxicas

 
Copyright © 2020 CuraDente.com. Todos os Direitos Reservados.